Documento sem título
Receba as Novidades

Praia Grande São Luís
Praia Grande.



 Documento sem título
Bairro da Praia Grande.
Bairro comercial cuja consolidação se deu a partir de 1789, em decorrência da ampliação das atividades portuárias da cidade, no embalo da grande produção de algodão para exportação. Desse momento em diante, grandes firmas comerciais foram-se estabelecendo no bairro, para usufruir dos benefícios portuários e a Praia Grande se tornou o centro econômico mais importante da Cidade.

Com a estagnação econômica, as firmas comerciais foram desaparecendo e os velhos sobrados que não foram ocupados por órgãos públicos e, progressivamente, se deteriorando, chegando, alguns deles, à completa ruína. A partir do "Projeto Reviver", que restaurou grande parte do bairro, a Praia Grande assumiu uma nova função: área de lazer com espaços para manifestações artístico-culturais.
Projeto Reviver.

Iniciado em 1987 pelo Governo do Maranhão, o Projeto Reviver buscou recuperar e revitalizar o conjunto arquitetônico do Centro Histórico de São Luís. Embora amplo e com ações integradas, o Reviver teve duas fases distintas. A primeira, compreendendo os anos de 1987 e 1988, dedicou-se às obras consideradas prioritárias ou emergenciais, tais como a reforma e estruturação do prédio destinado ao funcionamento do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, a restauração das fachadas da Igreja da Sé e do Palácio Episcopal, a reforma dos Armazéns do Estado, entre outras.

Posteriormente, vieram as intervenções urbanas mais profundas, realizadas principalmente na área da Praia Grande e arredores. Foram beneficiadas 15 quadras e 200 imóveis, totalizando algo em torno de 107.000 metros quadrados tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional. As redes de água, esgoto e drenagem foram renovadas, e a fiação de telefonia e energia elétrica retiradas do local e substituídas por novas instalações subterrâneas.

Também os postes de concreto da iluminação pública cederam lugar aos de ferro fundido, arandelas e lampiões. Utilizando fotografias do início do século XX, engenheiros e urbanistas do Projeto tiveram o cuidado de preservar ao máximo a unidade do conjunto arquitetônico da Praia Grande, restaurando-lhe o aspecto original descaracterizado ao longo dos anos.

Onde os casarões em ruínas não puderam ser efetivamente restaurados em seu traçado original, surgiram praças; as calçadas voltaram a ser largas e receberam pedras de cantaria. Do mesmo modo, becos e escadarias sofreram amplas reformas, tendo sido removida também toda a camada de asfalto das ruas, que foram calçadas de paralelepípedos.

Por volta de 8 mil metros quadrados de imóveis chegaram a ser totalmente restaurados, adquirindo a partir daí uma nova função sócio-econômica com a instalação de restaurantes, bares, galerias de arte e museus. Um desdobramento do Reviver, o Projeto Habitacional, vem promovendo desde 1993 a fixação de famílias na área da Praia Grande, através da ocupação de parte dos casarões restaurados.

Com isso, conservar os imóveis passou a contar com a valiosa ajuda dos novos moradores. O Projeto segue. Obras de restauro ainda estão sendo feitas em toda a Praia Grande e nas ruas adjacentes, tais como a do Giz e da Palma. São Luís vai aos poucos resgatando seu herança. Fonte: www.patrimonioslz.com.br
Documento sem título
COPYRIGHT @ 2015 TURISMO-MA - Todos os Direitos Reservados